Novo estudo: Consumo de carne reduz drasticamente nossa expectativa de vida

Novo estudo: Consumo de carne reduz drasticamente nossa expectativa de vida

  • Lucas Alvarenga
  • Lucas Alvarenga

Uma revisão de seis grandes estudos que analisaram dietas à base de carne e dietas vegetarianas demonstrou que o consumo de carnes, principalmente processadas (presunto, bacon, salaminho, linguiça, salsicha etc) aumenta significativamente o risco de mortalidade por qualquer causa.

A pesquisa, que envolveu mais de 1,5 milhão de pessoas e foi conduzida por médicos da Clínica Mayo, no estado de Arizona, Estados Unidos, e publicada no Journal of the American Osteopathic Association, associa diretamente a ingestão de carne vermelha ao aumento da mortalidade por qualquer causa.

Na mesma linha, a Organização Mundial da Saúde, vinculada à ONU, afirmou recentemente que a carne processada é tão cancerígena quanto o cigarro.

Além de câncer, vários estudos mostram que o consumo de carne potencializa consideravelmente o risco de desenvolver diabetes e problemas cardíacos – as doenças que mais matam no mundo.

O estudo também indicou um aumento médio de 3,6 anos na expectativa de vida de pessoas que seguem uma dieta vegetariana há mais de 17 anos em relação a vegetarianos recentes.

Nunca é tarde para começar. Comece a salvar a vida de milhares de animais e também a sua. Baixe aqui o seu Guia Vegetariano Gratuito.